Pão moreno.

19 de dez de 2010



O negócio é o seguinte: lugar de comida é na mesa ou na barriga,
nunca no lixo.
No outro dia, fiz muitas bolachinhas de natal. E por um capricho meu acabei passando todas elas no cortador de novo depois de assadas, porque queria que ficassem todas iguaizinhas, redondinhas.
Bom, o que fazer com as 3 xícaras que sobraram de bolacha esfarelada? Pão!



Foi assim:
3/4 de xícara (180ml) de leite morno
1 ovo
as 3 xícaras de farelo (como os pedaços eram +- grandes, isso quer dizer que tinha bastante espaço entre eles na xícara. Se eu tivesse, por exemplo, passado pelo liquidificador acho que daria só umas 2 xícaras)
3/4 xícara de farinha branca
2 colheres de sopa de açúcar mascavo
1 colher de sopa de óleo de girassol
5g (meio envelope) de fermento biológico instantâneo

Misturei o ovo no leite e coloquei numa tigela junto do fermento.
Já acrescentei o açúcar pro fermento ir se desenvolvendo, o óleo e pouco a pouco os farelos de bolacha. Fui mexendo bem com uma colher de pau, porque a massa ficou mole.
Fui acrescentando farinha branca devagar, e a massa continuou mole. Então só mexi tudo pra ficar uniforme, cobri com plástico e um pano de prato limpo e deixei crescer dentro do forno desligado por uma hora.
Depois disso tirei, dei mais uma misturada com a colher de pau, transferi pra uma forma untada de bolo inglês, e deixei crescer mais meia hora nas mesmas condições.
Preaqueci o forno por 10 minutos a 180oC e assei por 1h10min, baixando o fogo nos últimos minutos - porque o pão ainda tava mole no centro e já tava bom por fora.
Resultado: um pão macio, adocicado (dá pra sentir de leve o sabor do gengibre) e que não funciona muito pra sanduíche. Porque ele é tão macio que quebra quando você pega na mão.
Mas pra  café da manhã é uma maravilha. :)

2 comentários:

flanzie disse...

chu, clica em "sorvete de milho", ali no post, hahaha. :)

AI QUE SAUDADE!
beijão!

flanzie disse...

ai, que gostoso, eu quero esse pão!
(só li hoje o post, desculpa!)


ei, dá uma olhada no meu último post ("leitura") e vê o que tu acha. acho que seria uma delícia de conversar sobre o livro contigo.


vou ver se te vejo logo. se quiser, me avisa que te empresto o livro!

beijo grande grande mesmo

Postar um comentário