Almoço sério.

16 de jan de 2011



(Em inglês)


Sopa de feijão com ovo frito




1 xícara de feijão preto cozido (deixei no congelador 1/2kg de feijão cozido sem temperar, é a coisa mais prática dessa vida!)
2 tomates pequenos (usei italiano)
1 dente de alho em fatias fininhas
1/2cm de gengibre em fatias fininhas
1/2 colher de chá de sementes de cominho
1 colher de sopa de manteiga (ou qualquer outra gordura que a pessoa prefira)
1 1/2 xícara de água


A primeira coisa a fazer foi pôr a água pra ferver na chaleira.
Enquanto isso, esquentei a manteiga e o alho juntos e deixei ele tostar, acrescentei o gengibre.
Quando já estavam crocantezinhos (um segundo antes de queimar), acrescentei
os tomates em cubos pequenos.
Tampei a panela e deixei cozinhar em fogo médio até os tomates desmancharem.
Acrescentei o feijão congelado, o cominho, e a água fervente.
[Veja: o cominho éimportante porque ele serve pra evitar, ahm... problemas gastrointestinais frequentemente ocasionados por feijões. Capisce? Ok. Dito isso, posso continuar.]  
Dei umas mexidas até o bloco de feijão de desfazer, esperei a água começar a borbulhar,
então tampei e deixei cozinhando até o caldo engrossar.
Concidentemente, demorei o mesmo tempo pra dobrar as roupas limpas.
Foi +- meia hora.
Desliguei essa panela e parti pro ovo frito.


1 ovo
2 colheres de sopa de óleo


O método: em uma frigideira antiaderente, esquentei o óleo em fogo alto até ele começar a estalar. Quebrei o ovo em cima da frigideira e baixei o fogo quando toda a clara tinha ficado branca. Tampei a frigideira e deixei em fogo médio por mais alguns minutos (uns 3 talvez, não sei). Quando achei que a gema já não estava mole, desliguei.
A única observação sobre esse método de fazer ovo frito: se forma uma capinha branca por cima da gema, então ele não fica bonito e clássico. Mas fica bom.


Eu diria que, se fritasse mais um ovo, teriamos duas porções.

2 comentários:

João Paulo disse...

Adorei, num tava ligado nessa do cominho, mas vo pensar a respeito. E num fica tudo com gosto de cominho dai?

Fora isso, SERIO, 500gr de feijao? PRA TI?

Flora. disse...

Sério, 500g.
É a melhor coisa ter uma comida fácil de preparar te esperando no congelador...

O lance do cominho li num livro.
Na verdade é assim: deixa lá o feijão de molho de um dia pro outro, e quando for cozinhar troca a água.
Aí durante o cozimento é que tem que pôr cominho (também vale usar anis). Ou, tem outra opção que é trocar a água na metade do tempo de cozimento.
Eu prefiro usar o cominho tanto enquanto cozinha quanto pra temperar.
Mas o sabor não fica forte demais não, com todo esse alho tu nem percebe...

Postar um comentário