Amor de monstrinho pra monstrinho.

1 de jan de 2011




(Em inglês)




Foi no final de 2009/ início de 2010 que comecei a pegar o jeito de fazer biscoitos.
Eu sou o tipo da pessoa que pode errar muitas vezes, mas pelo menos erro prestando atenção,
então vou lembrando dos erros e evitando eles cada vez que preparo uma receita.
Depois de algum tempo (às vezes demorado, às vezes rápido) aprendo a acertar.


Bom, o caso foi que meu irmão só viu biscoitos que eu fiz quando eu já estava mais pro lado do acerto, e lembro de ele ter ficado impressionado.
Fiquei tão contente de ele gostar dos doces, que quando dá (quando minha mãe me visita)
faço alguma coisa pra mandar pra ele.
Aí que eu quis fazer um bolo pro aniversário dele que fosse muito bonito e amoroso.
As dúvidas acabaram quando vi um bolo de coração no happythings.tumblr.com (infelizmente não encontrei mais o link).


Dei um google esperto porque não consegui sossegar enquanto não descobri como se fazia isso
Foi essa a história. Não usei as mesmas receitas, mas usei a mesma técnica, e pus meu lado confeiteiro pra trabalhar!
Mesmo com vários acidentes no caminho, gostei do resultado. :)


Bolo amor - de laranja e cenoura recheado com geléia de laranja
(eu não gosto do sabor do corante, então preferi usar cenoura pra isso).


Comecei fazendo a massa que seria o coração, bolo de cenoura.
Inventei de colocar beterraba pra dar mais cor, mas foi o erro.


1 1/2 cenoura descascada e lavada (usei uma cenoura e meia beterraba)
3 ovos
2/3 xícara de iogurte natural
2 xícaras de açúcar cristal
1 xícara (200g) manteiga sem sal amolecida
3 xícaras de farinha de trigo
1/2 colher de chá de sal
1 1/4 colher de chá de fermento químico


Já aviso que essa quantidade foi bolo demais. Poderia ter feito metade da receita e ainda ia sobrar um pouquinho. Assei em duas formas de bolo inglês, no forno comum.
Essa não é a receita que uso lá em casa pra bolo de cenoura, mas a espertona aqui esqueceu de trazer, então tive que improvisar.
Enfim. Bati os vegetais no liquidificador com o iogurte e os ovos.
Bati a manteiga com o açúcar e fui acrescentado a farinha, peneirando sempre,
alternando com a mistura do liquidificador. No fim de tudo, pus o sal e o fermento, misturando bem e com delicadeza.
Untei e enfarinhei as formas, e essa era a cor da massa quando pus pra assar:


Quando tirei do forno, a coisa mudou de figura.
Aparentemente, beterrabas perdem cor quando são submetidas a um calor muito forte.
O bolo tava gostoso e fofinho, mãs descolorido. Além de tudo, a casca ficou rosa e o interior laranja. Vai entender...


Independente de a cor ter dado certo ou errado, essa é a hora de despedaçar o bolo com um garfo. Por sorte, despedacei só um bolo inglês, já que o outro não precisou.
Vou explicar logo mais como se forma o bolo, por enquanto o importante é dizer que esses farelos vão ser misturados com um pouco do recheio pra formar o coração.
Minha solução pra não usar corante foi espremer o sumo de meia beterraba.
Juro que o sabor não altera em nada o do bolo, já que a beterraba é suave demais.
O negócio foi ralar metade de uma beterraba no ralo fino, e coar usando um pano limpo.
Misturei esse sumo à geléia e reservei.




Agora, hora de assar o bolo principal, que foi de laranja.
Eu precisava de duas formas redondas pequenas (+- 15 ou 20cm de diâmetro), e o que encontrei por aqui que achei que substituiria legal foi dois ramequins.
Pra garantir que não grudaria (já que nunca tinha usado forma de louça pra fazer bolo antes) untei as formas e cobri com papel manteiga, que untei também. Cortei quadrados equivalentes ao diâmetro das formas e acomodei fazendo vincos no papel, vendo a foto fica mais claro.


Bolo de laranja


3 laranjas
3/4 xícara de óleo de milho/canola/girassol/o que tiver
3 ovos
3 xícaras de farinha de trigo
2 xícaras de açúcar
3 colheres de chá de fermento químico
manteiga para untar


Bati no liquidificador as laranjas (já descascadas, sem sementes e picadas), o óleo e os ovos, misturando em seguida com a farinha peneirada e o açúcar, deixando o fermento pro final.
Dividi a massa entre as duas formas preparadas e assei a 180ºC num forno elétrico.
Demorou bastante, não entendi direito o que deu errado.
Quando tava assando havia uma hora, resolvi aumentar a temperatura um pouco. Mas isso foi uma idéia ruim, porque fez quebrar o topo dos bolos. Voltei pra 180ºC.
Os bolos ficaram no forno por mais 20 minutos, e aí resolvi tirar.
Deixei esfriar por 10 minutos dentro das formas, sobre gradinhas, e depois mais uns 20 minutos fora das formas, dentro do papel.




Depois disso cortei com uma faca grande e afiada a parte de cima deles, pra que ficassem retos e regulares. Deu pra perceber que saíram pesadões.
Imagino que isso tenha a ver com a forma, porque das outras vezes que preparei essa receita o bolo ficou macio.


Bom, montei um compasso improvisado usando linha e dois palitos e risquei um círculo em cada bolo. Isso garante que a emenda do coração fique certinha.




Depois de marcar esse limite, cavei em um dos bolos uma forma de V, a parte de baixo do coração, e no outro bolo uma forma de W, a parte de cima do coração. Usei uma colher e uma faca pra isso.




O próximo passo é misturar um pouco de recheio (no meu caso, geléia de laranja) com o farelo do bolo colorido. Acho que acabei colocando geléia demais, pois ficou mais úmido do que deveria. Com essa massa colorida, a gente preenche os espaços que cavou.
Mas antes disso, é legal identificar qual bolo é qual.




Coloquei os dois no congelador por uns minutos pra assentar.
Quando tirei, passei geléia na metade de baixo (o V), e delicadamente virei a metade de cima (o W), pressionando de leve pra "colar" os bolos. Essa geléia/recheio é que funciona como uma cola.


Deixei descansar na geladeira um pouco mais.
Eu inventei de decorar o bolo com o mesmo glacê que uso pra biscoitos, mas achei que não fica muito bonito não. Da próxima vez faço uma calda de chocolate ou algo do tipo, já que não gosto do sabor/textura de nata batida nem buttercream.






O importante com esse bolo foi o desafio e mostrar o carinho.
Vou tentar de novo outras vezes, e continuar aprendendo.

4 comentários:

João Paulo disse...

As bolachas tavam uma delicia! Esse bolo é impossivel de fazer!

Beijo!

Adri Fliegner disse...

Me conta tudo de como fazer por que eu LI E RELI E NAO ENTENDI LHUFAS.

Bacio.

flanzie disse...

QUE COISA INCRIVEL :)))))))



lindos de morrer você e seu empenho. :***

Juliana Valentini disse...

Adoooooro essas surpresinhas carinhosas e essa certamente vai virar um favorite!
Amei!
Beijo,
Ju.

Postar um comentário