Ay, qué rico!

27 de jan de 2011



(Em inglês)


Os pais de uma amiga minha moram no Rio Grande do Sul,
e voltando de férias na casa deles, ela trouxe pra cá toneladas 
do melhor doce de leite do universo: conaprole.
Quando eu digo toneladas, me refiro a um pote de 3,5kg e outro de 1kg.
O "menorzinho" ela me deu de presente. Amei de paixão.
E a primeira coisa que veio à mente, claro, foi alfajor.


Peguei a receita aqui (em espanhol).
Vou te dizer: ficou ma-ra-vi-lho-so.


Segui as indicações da receita original, mas pra ficar igualzinho aos alfajores que se come na Argentina ou no Uruguai, eu mudaria duas coisas: usaria cortadores maiores (de uns 7 ou 8cm de diâmetro), e abriria a massa mais alta, com 1cm de espessura.
Dessa vez fiz assim:


- 1 1/4 xícara de farinha de trigo (300ml)
- 4/5 xícara de amido de milho, vulgo Maizena (190ml)
- 1 colher de chá de fermento químico
- 100g de manteiga amolecida
- 2/5 xícara de açúcar de confeiteiro (100ml, ou 2 xícaras de café)
Pode usar açúcar refinado também, não faz muita diferença.
- 1 gema grande
- 1/2 colher de chá de essência de baunilha
- raspas da casca de um limão
- 4 colheres de sopa de doce de leite (aproximadamente)
- 5 colheres de sopa de coco ralado desidratado sem açúcar (aproximadamente)


Primeiro penerei os ingredientes secos numa tigela e reservei.
Em outra tigela bati a manteiga com o açúcar com uma colher de pau
pra formar um creme fofo, passei a gema pela peneira e adicionei misturando bem.
Em seguida adicionei as raspas e a baunilha, e misturei os ingredientes secos
devagarinho com a colher até virar uma farofa.
Depois disso amassei com as mãos pra homogeneizar.


Achatei a massa em forma de disco e deixei na geladeira por 15 minutos,
coberta com plástico.
Depois abri a massa sobre o balcão (uma metade de cada vez) usando o rolo,
na espessura de 0,5cm. Usei cortadores de 5cm de diâmetro, um liso e um com
frufru, e cortei mini florzinhas com o final da massa.


Assei em forma sem papel e sem untar, por 16 minutos em forno pré-aquecido a 160oC
(temperatura média baixa).
As bolachinhas douram MUITO DE LEVE nas beiradas e ficam branquelas em cima.
Fica bem parecido com sequilho.
Deixei esfriar dentro da forma, depois tirei com a ajuda de uma colher.
Hoje de manhã recheei com o doce de leite e rolei os alfajores em coco,
que é pro doce de leite não ficar fazendo bagunça por aí.


Agora o truque: como o doce de leite fica meio duro na geladeira, é legal
colocar algumas colheradas numa tigelinha e bater um pouco antes de rechear os alfajores.
Assim ele fica mais macio e fácil de espalhar (e evita que pessoas espertonas como eu
quebrem bolachas tentando espalhar o doce).
Rendeu 16 alfajores prontos.

4 comentários:

Marmita disse...

Que bonitos, infelizmente não conheço esse leite.. n deve ser comercializado aqui por Portugal.. mas deve ser optimo!

beijo da marmita

Flora. disse...

Oi marmita.

Talvez por aí não seja tradicional,
mas é simples fazer doce de leite caseiro.
Especialmente no sul do Brasil, na Argentina e no Uruguai é um doce muito comum.
Aqui explica como fazer: http://panelinha.ig.com.br/site_novo/receita/receita.php?id=504

Beijos!

Marmita disse...

Oi Flora.

Obrigada pelo link parece ser delicioso, tem um aspecto super cremoso! Boa pela dica, parece ser fácil de fazer em casa :)
Espero que o tempo esteja menos chuvoso por aí, nós tb ficámos a par da tragédia pelas noticias, muito triste!

beijos grandes

flanzie disse...

MEU DEUS QUE DELÍCIA ACABEI DE BABAR NO TECLADO

Postar um comentário