Pão de cenoura, e a semana depois do feriado.

4 de mai de 2011




(Em inglês)


Bom, todos sabemos o que acontece me uma semana com a família em um feriado.
Acontece que a gente se diverte, esquece da vida, e aproveita pra comer muito bem.
Então roubei dos meus tios uma idéia bacana, que é passar a semana seguinte "desintoxicando" o corpo
com mais vegetais frescos e menos massa.


Chegando a SP passei no mercado pra comprar várias frutas e várias verduras, almocei sopa.
E à noite resolvi fazer um pão de cenoura.
O fato é que São José anda ajudando, e ta chegando trabalho o tempo todo, por isso demorei pra postar.
E outra notícia boa é que eu trouxe pra minha casa a antiga balança culinária da minha avó, que será devidamente fotografada e apresentada assim que possível.
Sendo assim, pesei a quantidade de cenouras, e agora vou poder anotar receitas com mais precisão.

Pão de cenoura

200g de cenouras cruas, descascadas e lavadas (3 cenouras médias) - usei 3 cenouras pequenas e uma beterraba pequena
1/2 xícara (120ml) de água morna
2 colheres de sopa de iogurte
2 colheres de sopa de mel
1 colher de sopa de óleo
1 colher de sopa de fermento biológico instantâneo (1/2 pacote de 10g)
1 colher de sopa de sal
2 1/2 xícaras (600ml) de farinha de trigo
1 ovo

Misturei 1/4 xícara de água morna com o fermento e 1 colher de sopa de farinha em uma tigela e cobri com um pano de prato limpo, deixando fermentar por 5 minutos. (Nesse post tem foto da cara dele quando começa a fermentar.)
Enquanto isso, bati no liquidificador o restante da água, o iogurte, o mel, o óleo, o ovo, as cenouras, e o sal até que ficasse um purê homogêneo.
Despejei essa mistura na tigela e fui mexendo com uma colher de pau, acrescentando a farinha pouco a pouco. A massa ficou um pouco pegajosa, mas dava pra sovar.
Deixei crescer por uma hora, até dobrar de volume, com o truque da bolsa de água quente.
Dobrei a massa, coloquei na forma untada e enfarinhada, e deixei crescer até dobrar de volume de novo.

Assei por 25 minutos a 180oC, depois por mais 7 minutos a 210oC.
Aumentar a temperatura no fim é um método mais simples e eficaz de deixar a casca do pão morena
e crocante.
A cor ficou muito bonita, e a textura boa pra sanduíche.
Depois de esfriar, é recomendável guardar na geladeira em pote ou saco plástico.
Ele se mantém bem por +- uma semana.

1 comentários:

Marmita disse...

Olha que boa ideia.. Por aqui tb é igual.. Quando à festas de família uma pessoa tb não para de comer.. Acho que fizeste muito bem em passar a semana sem exageros.. de facto o teu pao ficou com uma cor linda, deve ser muito bom! Boa dica! beijos

Postar um comentário