Barrinhas de aveia.

30 de mai de 2012







(In English)

Tem gente que não vive sem uma lanche no meio da tarde, sem beliscar alguma coisa.
Eu, por exemplo.
Daí que testei algumas vezes receitas de barrinhas, pra ver se paro de comer bobagem.
Essa foi a que deu certo.
Só que não sei mais de onde tirei a receita, porque achei anotada num papel meio amassado no meio da agenda. Vai saber...


1 xícara + 2 colheres de sopa de aveia em flocos (usei metade flocos finos, metade inteiros)
1 colher de sopa de farinha de trigo refinada
5 colheres de sopa generosas de mel
2 colheres de sopa de óleo de coco
1/2 xícara de pistachios crus/ nozes/ castanhas do pará/ sementes de girassol picados
1 colher de sopa generosa de gergelim
1 colher de chá de canela em pó
1 clara de ovo
(Medida da xícara: 240ml)

Em uma tigela, misturei todos os ingredientes e secos.
À parte, em uma tigela de louça (também poderia ser de vidro) bati a clara de ovo com fouet até formar uma espuma leve. Levou mais ou menos um minuto. Precisa fazer isso com delicadeza, porque a clara não deve chegar ao ponto de neve.

Depois, levei o mel e o óleo ao fogo médio, até que começasse a borbulhar. Imediatamente desliguei o fogo, acrescentei a mistura de mel à de aveia e misturei até que toda a mistura de aveia estivesse coberta, e esperei esfriar um pouco. [Quantas vezes usei o verbo "misturar" nessa frase?!]
Enquanto isso, forrei uma assadeira com papel manteiga (deixando alças para fora) e untei generosamente o papel com óleo de coco.
A minha assadeira era bem grande, então sobrou espaço. O fundamental é que a massa da barrinha fique bem compacta e com 1cm de altura. Fora isso, pode usar a forma que quiser.
Quando terminei o assunto da forma, despejei a espuma de clara na mistura de aveia, misturei até ficar uniforme, e despejei a mistura sobre o papel manteiga untado. [Nossa Flora, de novo!]
Espalhei a massa e apertei bem com as mãos (untadas) pra que ficasse compacta e com 1cm de altura.


Coloquei pra assar em forno preaquecido a 150oC por 30 minutos.
Passado esse tempo a aveia deve estar douradinha por cima. Tirei a assadeira do forno, com a ajuda das alças de papel transferi a massa pra uma tábua e cortei em 12 pedaços iguais, mas não separei uns dos outros. Voltei a massa ao forno por mais 20 minutos, dessa vez a 130oC. Tirei a massa de novo, deixei amornar por 5 minutos, cuidadosamente separei uma barrinha da outra e puxei o papel. Organizei as barrinhas individuais na assadeira e voltei ao forno por mais 10 minutos a 130oC, deixando virado para cima o lado que estava para baixo. 
Depois é só esperar esfriar por completo (em uma gradinha) e guardar em vidro bem fechado ou em ziplock ou embalado em papel celofane pra levar por aí.

PS: Eu diria que dá pra substituir o mel por melado, ou karo, ou maple syrup, mas nunca testei.
Diria o mesmo sobre substituir a 1/2 xícara de oleaginosas por quaisquer outras oleaginosas, ou por frutas secas - contanto que seja sempre em pedaços mais ou menos pequenos. (Se os pedaços forem grandes, a barrinha não mantém a forma e quebra). Dá até pra pôr chocolate picado.
O óleo de coco poderia ser trocado por manteiga, manteiga de amendoim, tahine, na mesma proporção; ou por óleos líquidos como óleo de oliva, óleo de milho, etc - só que nesse caso, usar apenas 1 colher de sopa.
Eu não testei nada disso, mas vou acabar testando, e acho que daria certo.
No mais, as minhas barrinhas duraram pouco mais de um mês. Por precaução, guardei na geladeira.
Ficaram crocantes e gostosas, até um amigo meu que vive à base de chocolate gostou delas. Testem e me digam que tal. :)

PS 2: esse guardanapo da foto também é estampa do Orbitato para Copa e Cia.

PS 3: Em 29/11/2013 estou atualizando o post com mais uma informação.
Esqueci de mencionar, mas a leitora Viviane me lembrou: depois que esfriam, as barrinhas ficam um pouquinho mais duras. Portanto, não se preocupe se elas não saírem do forno completamente crocantes, é só esperar um pouco que a textura estabiliza.

15 comentários:

Isadora disse...

hummmmm maravilhosa a receita!

tentei fazer uma outro dia e nao deu muito certo! vou testar a sua!!!

seguidora assidua do seu blog maravilhoso!!!

http://deliciasdaisa.blogspot.com.br/

mfuhlendorf disse...

Genial. Melhor petisco pra trilhar a mata atlântica, garanto por experiência própria!
Valeu Florinha!

Flora. disse...

Isa, que amor você! :)
Apareça sempre. Já fui espiar o seu blog, e veio com tudo uma vontade de comer cuca! Já vi o bolo de fubá também (que nunca consegui acertar direito). Xi, to vendo que vou testar várias receitas suas...

Maxi, sabe que o amigo chocolatívoro em questão é você, né? haha
Vou fazer mais barrinhas pra nossa próxima trilha, pode deixar!

mfuhlendorf disse...

Claro que sou eu. Chocolate!!!!!
=)

Márcia Gonçalves disse...

Que receita maravilhosa! Adoro barras de cereais feitas em casa, vou experimentar estas :) E chocolate picado é uma boa sugestão, talvez com amendoins também? :D

Flora. disse...

Oi Márcia!
A idéia é ir fazendo substituições pra barrinha ficar bem ao gosto da pessoa mesmo. Depois me conta se elas ficaram crocantes e tudo o mais?
Acho que chocolate com amendoim é uma bela combinação :)
Volte sempre!

Anônimo disse...

Acabei de descobrir seu blog e já amei! Estou na fase "amando aveia" vou fazer!!!
Bj e obrigada
Thatiana Bandeira

Flora. disse...

Aveia é ótima porque dá pra transformar em 300 coisas diferentes, né Thatiana? Depois que fizer, conta que tal elas saíram. Bj!

Anônimo disse...

Oi Flora,
Ficou muito boa! Fiz com os ingredientes que eu tinha em casa... Pistache, avelã, amêndoas, linhaça, gergelim e conforme sua sugestão 01 col. de óleo de canola! Não coloquei a canela porque o meu marido não gosta. Aqui em casa acho que elas não irão durar 02 dias...
Beijos e muito obrigada pela receita.
Thatiana Bandeira

Flora. disse...

Olha só que notícia boa, Thatiana!
Sempre é bom ter um retorno de como as receitas saem em outras cozinhas. Vai me contando, viu?
Beijo!

thatiana Bandeira disse...

Oi Flora,
Tenho substituído a colher de farinha de trigo e a de aveia por quinoa e deixado a barrinha menos tempo no forno. Ela fica mais molinha e meu marido gosta mais, mas eu prefiro a sua receita original mesmo!
Sua barrinha é um item o obrigatório aqui em casa.
Bj

thatiana Bandeira disse...

Comecei a escrever um blog!
Depois passe lá.
Bj
www.maisquenovemeses.blogspot.com.br

Flora. disse...

Oi Tathiana, tudo certo?
Já dei um pulo pra ver que tal o seu blog novo!
Não estou nem perto de pensar em ser mãe por enquanto, mas com certeza vou dar umas passadas para ler :)

Bacana a sua dica pras pessoas que gostarem mais de barrinhas macias.
Eu que gosto delas crocantes não ia descobrir sozinha como fazer essa outra versão.
Esses dias preparei de novo, e não tinha ovo em casa, também deu certo. Preciso atualizar o post falando de como preparar assim também.
Vamos trocando figurinhas!

Anônimo disse...

Flora,
acessei seu blog a partir da reportagem da Flávia Schiochet, no blog Verdura sem frescura e 'catei' alguma coisa possível de fazer em casa, que envolvesse a família toda (o marido que adora receitas veganas e vegetarianas e o filho João, de 4 anos, que quer sempre acrescentar ingredientes secretos). Achei no seu blog 'barrinha de aveia' e resolvemos fazer.

Colocamos aquilo que nós três gostaríamos de encontrar numa barrinha (aveia, castanha do pará, castanha de cajú, nozes, uva passa, damasco, amendoas, coco ralado). Tudo picadinho!

Confesso que nao entendemos a parte 1 xic de aveia + 2 colheres... mas não nos detemos nesta parte. Também usamos manteiga, ao invés do oleo de coco.

Elas ficaram um pouco durinhas, porque esperávamos que a consistência ao sair do forno se mantivesse, mas na verdade ela endurece um pouco depois de fria...
A clara de ovo também acho que foi pouco para a quantidade que fizemos. Na próxima semana vamos testar com melado e açúcar mascavo. O João adorou!!!

Curtimos muito e estamos loucos para testar a receita das casquinhas de laranja!!! Obrigada por compartilhar as receitas com a gente!!!
Viviane, João e Paulo

Flora. disse...

Oi Viviane!
Obrigada pela visita. Que coisa mais gostosa cozinhar em família né?
Hoje publiquei uma "fórmula" ainda mais abrangente que esta aqui para fazer barrinhas. Com ela, dá pra fazer barrinhas totalmente veganas, salgadas, dá pra inventar bastante. Dá um olhada nela também.

Sobre a medida de aveia, é assim: depois que colocar na tigela 1 xícara de aveia, coloque mais duas colheres de sopa.
Foi essa a medida que deu certo pra mim. Mas é claro que a gente vai adaptando a receita para nossas vontades e necessidades :)

Sobre a textura, você tem razão! Barrinhas, cookies e biscoitos endurecem um pouco depois que esfriam, esqueci de escrever no post (vou atualizar com essa informação).

Volte sempre, vai me contando das aventuras culinárias de vocês.
Beijo, Flora.

Postar um comentário