Gordice de sábado de manhã - waffles clássicos da Dona Benta.

5 de jun de 2012











(In English)


Seguinte: tem alguns sábados de manhã que apenas não foram feitos pra pessoa querer ser magra/ saudável. Ponto.
Já trabalhei um monte essa semana, já nadei um monte essa semana, & acordei com vontade de comer panqueca. Pois bem.
Lembrei dos waffles de banana, mas não tinha banana em casa.
Lá fui eu abrir o livro da Dona Benta de novo, e depois de umas folheadas pra cá e pra lá, me resolvi a fazer os tais waffles clássicos. Olha, não podia ter escolhido melhor.
Pra não perder o costume, adaptei um bocado a receita. Então primeiro vou escrever como eu fiz, e no final do post escrevo a versão do livro.


2/3 xícara de farinha de trigo branca
1 colher de chá de açúcar
1/2 colher de chá de fermento químico
1/8 colher de chá de sal
1 colher de sopa de manteiga derretida
1/2 xícara de água filtrada, morna

1 gema
1 clara em neve
(Medida da xícara: 240ml)

Penerei juntos farinha/ açúcar/ fermento/ sal em uma tigela. À parte, misturei bem a manteiga, a água e a gema.
Bati a clara em neve com um fouet (lembrando que se deve usar uma tigela de louça ou vidro, e que nem a tigela nem o fouet podem conter traços de outros alimentos, especialmente gorduras. Se não a clara não chega ao ponto de neve).
Preparei a massa adicionando a mistura líquida à mistura seca, mexendo até incorporar. Vai ficar meio empelotado e é pra ficar assim mesmo. No livro diz que se você mexer demais a massa fica pesada.


Em seguida, misturei as claras à massa, com delicadeza.
Aqueci uma colher de chá de manteiga em uma frigideira pequena antiaderente. Quando estava bem quente, despejei uma porção de massa que cobrisse o fundo da frigideira. Repeti com o restante da massa - a não ser pelo fato de que não adicionei mais manteiga à frigideira - e obtive 3 crepes (seriam waffles se eu tivesse a forma adequada, mas já que não tenho, a coisa muda de nome).
Ficaram o extremo da fofura e da delícia.
Joguei nozes/ amêndoas/ castanhas do Pará/ gergelim e sementes de chia por cima dos crepes empilhados, e derramei mel por cima.
Também dá pra servir só com o mel ou com geléia, com nutella, dá pra inventar.
Pra receita poder ser consumida por quem tem intolerância a lactose, bastaria trocar a manteiga por outra gordura como óleo de coco, por exemplo.
No meu caso, os três crepes alimentaram uma pessoa, haha.
Mas também daria certo pra duas pessoas com pouca fome.

Abaixo, a receita original:
2 xícaras de farinha de trigo branca
1 colher de sopa de açúcar
2 colheres de chá de fermento em pó
3 gemas
3 claras em neve
4 colheres de sopa de manteiga derretida
1 3/4 xícara de leite
1/2 colher de chá de sal

Use o mesmo modo de preparo.
Como já falei no post dos waffles de banana, um defeito desse livro é não especificar o rendimento das receitas. Se fosse fazer essa original, com três ovos, suponho que daria pra servir 3 ou 4 pessoas. 

1 comentários:

Isadora disse...

uau! que deliiiiiicia!

todas nós merecemos umas gostosuras assim!!!

http://deliciasdaisa.blogspot.com.br/

Postar um comentário