Pãezinhos de minuto do livro que o Gabriel me deu - feitos com fubá e semente de papola.

26 de jul de 2013


 



Pães de minuto, essa maravilha da humanidade!
Na verdade, eu chamaria estes pequeninos de bolos, porque são feitos com fermento químico em vez de fermento biológico. E essa é a razão pela qual eles ficam prontos tão depressa.
São ótimos para preparar um lanche rápido, pra quando alguém aparece em casa, para servir como desculpa pra ligar o forno em tardes geladas, esse tipo de coisa.
A receita vem de um livro que ganhei de um amigo no ano passado, chama "Bolinhos salgados e doces", da Ilona Chavancova.
A coisa toda é muito simples: basta misturar os ingredientes em uma tigela, delicadamente, transferir para forminhas untadas e enfarinhadas, e assar por 30 minutos em forno preaquecido a 180oC.
"No meu tempo", elas chamavam forminha de empada, aparentemente hoje se chamam formas de muffin. É a mesma coisa.
As minhas são uma frescurinha adicional, em forma de coração. Cada coração tem capacidade para 120ml.

1 xícara de fubá fino
2 ovos
1/4 xícara de leite fermentado (para nós que não encontramos leite fermentado: medimos a quantidade de leite integral e adicionamos 1/2 colher de chá de sumo de limão ou vinagre e deixamos a mistura descansar por 5-10 minutos antes de incorporar à massa)
2 1/2 colheres de sopa de azeite de oliva
1 colher de sopa de sementes de papoula
1/2 colher de sopa de fermento químico
Sal e pimenta do reino à gosto
(Medida da xícara: 240ml)

Depois de misturar todos os ingredientes com uma colher de pau, despejei em quantidades iguais em 6 forminhas (o certo é cada uma ficar com massa até mais ou menos 3/4 da profundidade).

Agora, minhas observações:
quando preparo os pãezinhos só com fubá acho que a textura fica um pouco seca. Mas - isso pode ser uma vantagem para algumas pessoas - nessa versão eles não têm glúten.
Uma vez substituí 1/3 da medida de fubá por farinha de trigo refinada e achei que ficaram mais gostosos.
Com estes ingredientes, a receita favorece servir os pãezinhos com acompanhamentos salgados. Se você preferir, pode deixar de lado a pimenta e trocar o azeite de oliva por algum óleo com gosto mais neutro, como canola ou girassol.
E, como semente de papoula não é muito fácil de encontrar, sugiro colocar gergelim preto tostado no lugar ou sementes de linhaça. 

Para ter certeza de que os pãezinhos assaram por completo, espeto um palito de dente ou um fósforo no centro de um deles. Se sair seco e limpo é porque estão prontos.
Deixo esfriar por uns 5 minutos em uma gradinha antes de desenformar, depois disso já dá pra servir.
Mas se for guardar algum pãozinho, ou embalar para levar pra outro lugar, deixe esfriar completamente primeiro.
Nunca fiz a experiência, mas suponho que se fosse para guardar, os pães durassem por uns 4 dias com a textura gostosa guardados em recipiente bem fechado.

Rende 6 unidades.

4 comentários:

thatiana Bandeira disse...

Deliciosa a dica! Receita anotada...

Receitas Selecionadas disse...

Demais essa receita.
Bj

www.receitasselecionadas.com

Flora. disse...

Que bom que você gostou, Priscila :)
Quando experimentar, me conta!
Acabei de passar pelo seu blog e já fiquei com vontade de testar algumas receitas.
Volte sempre!

Flora. disse...

Tathiana, que querida :)
Conta pra mim quando você preparar viu? Bjo!

Postar um comentário