Sanduíche de guacamole.

27 de dez de 2011

2 comentários




(In English)


Bom, minha gente. Perdoem que eu não tenha postado a dobradura da forma de panettone,
como prometi no post anterior.
A verdade é que ainda não fiz as fotos do passo a passo.
Mas vai, dá pra perdoar, já que o motivo de ter descumprido a promessa é estar passando um tempo com a minha família bem de férias.
Em uma dessas tardes, preparei esse sanduíche pra nós. É tão rapidinho, facinho, levinho.
Também fica bom substituindo o atum por uma fatia de queijo prato salgado.
Desejo festas e férias ótimas pra todo mundo! Em uma semana vou estar de volta a SP,
e - espero - começando um ano de muito trabalho.

Em ritmo de festa - Panettone.

17 de dez de 2011

1 comentários




(In English)


Bom, como tamos perto do natal e panettone é uma tradição, aqui vai.
Na minha opinião, dá presentes ótimos.
Fiz um pouco diferente, mas me baseei muito na receita da Susan.

Gelatina de fruta de verdade. Nesse caso, manga.

9 de dez de 2011

1 comentários

    (Relevem o garfo na primeira foto. Tava posta a mesa do café, portanto tinha uma colher
    ali por perto também...)


(In English)


Há uns 300 anos eu tinha salvo essa receita aqui do blog da Patrícia, que eu queria muito testar. A Ana Elisa também postou uma outra gelatina de fruta de verdade, e fui gostando muito da idéia. Dizem que gelatina faz bem pra mil coisas, e é tão facinho de preparar mas, sinceramente, aqueles sabores de gelatina de caixinha raramente apetecem.
Daí que outro dia vi a embalagem de agar agar quase vencendo no fundo da gaveta, olhei praquela manga hiper madura pedindo socorro, e soube o que ia ter pro café da manhã.
Porque agar agar em vez de gelatina comum?
Bom, porque é difícil de me controlar nos mercadinhos da Liberdade e não comprar coisas com embalagens bonitas. De qualquer forma, tento restringir essas compras a itens que tenham algum utilidade, mesmo se não forem necessários na minha vida.
Confissões à parte, vamos à receita.

Ninho de abelha.

28 de nov de 2011

4 comentários




(In English)


Essa é uma receita de família, que a gente nunca soube muito bem de onde veio.
Não sei se foi inteiramente idéia da minha avó, ou se ela viu algo parecido por aí e resolveu fazer uma versão.
O que importa é que desde que me lembro de existir, ninho é um doce que tem no natal, e que ela preparava também em algumas tardes aleatórias, como um quitute.
Faz alguns anos que minha avó faleceu, e desde então não tínhamos voltado a cozinhar as coisas que só ela fazia. Mas antes de eu vir pra SC esse ano (iééés, já to aqui!) meu irmão escreveu pedindo se eu faria o ninho, porque tava com saudade.
Tentei e deu certo, então aqui vai a receita caso alguém queira incluir na sua rotina de natal daqui pra frente. Esse ninho-teste foi devorado como lanche da tarde ainda quentinho, e a não ser pela cobertura dizem que ficou igual ao original.

Baguette tradicional.

14 de nov de 2011

4 comentários





Bom, quem não gosta de um desafio às vezes, né?
Vi essa receita da Annie e me animei. Demora três dias pro pão ficar pronto, mas - menine! - vale muito a pena.

Chá de gengibre pra essa friaca!

4 de nov de 2011

2 comentários






(In English)


Ta inacreditável o frio que faz, sendo novembro em São Paulo.
Mas a temperatura gira em torno dos 10oC há alguns dias, e estamos todos começando
a ficar resfriados, independente da quantidade de blusas e cachecóis usados.
Tava aqui pensando em fazer um chá de gengibre antes que o resfriado me pegue de vez,
e eis que lembrei de um post da Maria Sorokina, já que a versão dela é difernte do nosso chazinho curativo de todo inverno.

Bolo de canela recheado com doce de leite e crocante.

25 de out de 2011

2 comentários






(In English)


O que temos aqui?
Um menino de aniversário, um potão de doce de leite mineiro (acho que eram 500g, talvez mais), amendoins fantásticos.
Pra mim pareceu uma boa idéia transformar tudo isso em um bolo de canela recheado de crocante de amendoim e doce de leite. Adaptei essa massa aqui, que ficou um pouco mais seca do que eu esperava, mas ainda assim boa, e o resultado foi o bolo da foto.


Cookies de aveia e chocolate pra passear no parque.

15 de out de 2011

1 comentários


(In English)


Aqui estou eu retomando o blog, depois de muitos acontecimentos (bons) que me mantiveram atarefada por dias.
Antes de mais nada, queria dizer que já consertei o problema que o google tinha identificado como vírus. Podem entrar no blog numa boa.
Infelizmente, um dos meus sites favoritos ta funcionando como intermediário pra propagação de malware, e tive que tirar ele da lista. Agora o assunto ficou resolvido.
Vou deixar passar um tempo e tentar acessar esse site de novo, se ele já estiver bem volto a favoritar.
Enfins, hoje passo pra vocês a receita de um cookie que fez sucesso na última ida com meus amigos ao Ibirapuera.

Olha só, quem diria?

7 de out de 2011

1 comentários
(In English)


Trabalhando fora da cidade (e num lugar sem internet) já há alguns dias, eu tava meio
sem saber o que anda acontecendo no mundo.
Hoje, passando rápido por São Paulo, li um comentário da Sandra aqui no blog, contando
que fui parar em uma lista da revista saveur.
Gente, que coisa inesperada!
Que sejam bem vindos os novos leitores! :)


Antes de sair correndo de novo, deixo algumas fotos que posts que estou devendo.
Até logo!





Iogurte natural caseiro.

23 de set de 2011

6 comentários


(In English)


Bom, me disseram que a probabilidade de dar errado é relativamente alta, mas eu quis tentar
mesmo assim, porque consumo bastante iogurte com granola, e se for preparado em casa fica mais barato, usa menos embalagem, uma maravilha.
Já faz semanas que preparo o iogurte assim, e to adorando.

Biscoitinhos para chá ou café.

20 de set de 2011

1 comentários




(In English)


Receita repetida, só que com duas pequenas mudanças: o sabor e a forma.
Esses biscoitos são feitos com a mesma massa do alfajor, e dão certo pra 
acompanhar chá justamente por serem levinhos e desmancharem na boca.

Essência pra quê? Aproveitando a laranja até a casca.

12 de set de 2011

0 comentários



(In English)


Já faz um bom tempo que li esse post no kitchn, e gostei da idéia.
São sugestões do que fazer com a casca das frutas cítricas em vez de jogar no lixo.
O que eu achei mais bacana foi a idéia de deixar a casca secar pra usar depois (em
chás, risotos, carnes, bolos e biscoitos, vegetais assados, e o que mais se puder imaginar).
Meu método pra fazer isso é usar um descascador de verduras antes de espremer ou descascar a fruta de fato, porque assim tiro só a parte da casca que tem aroma e sabor, e a parte branca não vem junto.
Geralmente, deixo secar em um prato ao ar por um ou dois dias.
Se o tempo estiver muito úmido, dá pra ajudar deixando no forno bem baixinho por alguns minutos. Quando a casca fica bem seca e quebradiça, guardo em pacotinhos ziplock ou frascos de vidro.
Moer no pilão na hora de usar é um jeito bom de liberar o aroma da fruta.

Quiche de farinha integral e azeite do oliva - às mudanças.

9 de set de 2011

0 comentários




(In English)


Nos próximos posts, provavelmente vou aumentar a quantidade de almoços naturebas.
To num esforço pra melhorar hábitos alimentares, e esse quiche foi a primeira tentativa.
Fez sucesso!


A receita da massa tirei daqui, e o recheio meio que inventei, baseada em algumas receitas que li.

Dona Benta e os fantásticos waffles de banana.

25 de ago de 2011

2 comentários



(In English)


Minha mãe ligou há umas duas semanas, e no meio da conversa falou "quando eu for praí, vou te levar uma surpresa".
Pronto. A dona curiosa aqui passou esse tempo todo lembrando e esquecendo de pensar se era algo de comer, se era algo pra casa, se era de vestir, se tinha a ver com cinema...
Enfim ela veio, e que surpresa mais linda!
Era aquele livrão imenso "Dona Benta - Comer bem". O livro brasileiro de culinária mais
vendido no país desde a primeira edição - em 1940 -, de acordo com o prefácio. Tem várias coisas tradicionais, deliciosas, que podem acabar ficar esquecidas de ver em quando. Daquelas que é tão gostoso lembrar de repente.
Assim que pude, passei horas folheando o livro e lendo as receitas.
Pra inaugurá-lo, fiz hoje de manhã estes waffles de banana.
Boooom! :)

Alho, óleo e o hortelã.

17 de ago de 2011

2 comentários



Acho que as pessoas com preguiça e/ou cansadas também têm direito a um jantar bacaninha depois
de um dia longo de trabalho.
Resolvi sair um pouco do lugar-comum acrescentando hortelã macerado ao óleo neste macarrão.

Ovo poché.

9 de ago de 2011

5 comentários




(In English)


Pra um café da manhã reforçado, os ovos poché funcionam super bem.
São rápidos, dá pra servir com um pãozinho tostado e uma salada de folhas e não precisa de mais nada.
Diferente do que eu pensava, eles não ficam obrigatoriamente com a gema mole. Pra testar, fiz cada um de um jeito.

Bolo branco de iogurte.

1 de ago de 2011

1 comentários




(In English)


Este é um bolinho básico pro dia-a-dia, super super fofinho.
Receita um tanto quanto adaptada daqui.

Kanelbullar - pão doce de canela, a versão sueca.

28 de jul de 2011

2 comentários



(In English)


É fato que existem muitas versões de pão de canela.
Porque eu fui começar justo com a sueca, vocês podem perguntar.
Bom, porque sim. Acho muito bonitos os pães e bolos suecos que
vejo por aí pela internet. E também acho que a Suécia deve ser o
paraíso do brechó. Aposto que se eu fosse visitar ia achar tudo lindo!


Fora isso, a receita que escolhi prometia ser leve e não ser doce demais.
E é verdade. À ela!

Nhoque pra vida.

23 de jul de 2011

5 comentários



(In English)


Esta é a - melhor - receita - de - nhoque - da - minha - vida.
Nunca mais ela será trocada ou abandonada, nunca mais nhoques abstratos.
Ela é tão simples, tão saborosa, tão leve, e tão versátil.


Eu diria que estou apaixonada.

Sopa de cebola.

13 de jul de 2011

4 comentários




(Em inglês)


Faz tempo que eu andava me esforçando pra não postar menos de uma vez por semana,
mas nos últimos dias simplesmente não deu pé. Por bons motivos, ainda bem.
E mesmo sem ter postado recentemente, sem ter muitos leitores frequentes, fiquei feliz da vida de
ver - através das estatísticas do blogger - que apareceram leitores de lugares que eu não tinha imaginado,
de países bem distantes daqui, como a Turquia e a Estônia.
Sejam todos bem vindos! Me falem de vocês. Deixem comentários sobre os modos de comer e preparar a comida, ou sobre qualquer outra coisa.
Todo mundo, brasileiros, americanos, espanhóis também! Me contem o que vocês acham do é o que tem pra hoje. :)


Esta receita foi adaptada do Jamie Oliver, e se encaixa muito bem em uma noite fria.
No fim acho que não ficou muito parecida com a dele não, mas ficou muito boa e quentinha!
Diferente do chef famoso, coloquei batatas na sopa e deixei o pão de fora.

Pizza fofiiinha, Chicago style.

3 de jul de 2011

0 comentários



Pense numa pizza extremamente macia, fofinha.
Com muito queijo ralado e molho para rechear. Com as bordas marronzinhas.
Peguei da Annie a receita que leva à ela.