Curry de feijão fradinho: uma tentativa de comida indiana.

31 de mai de 2013

4 comentários



(In English)

Há bastante tempo acompanho o Enjoy Indian Food, e sempre que como em restaurantes indianos acho uma delícia. Mas nunca tinha tomado a iniciativa de preparar receitas indianas.
Que bobagem minha! Acho que é porque a lógica dessa comida é tão diferente das coisas que costumo preparar, que nunca sabia por onde começar direito.
Eis que um belo dia vejo essa receita aqui, que leva feijão fradinho.
E calhou que eu tinha feijão fradinho já cozido e congelado, mas não sabia ainda como ia comer.
Aliás, tenho vários tipos de feijão em casa, e ando pensando em bons jeitos de prepará-los além do nosso arroz-feijão de todo dia.
No fim, achei que essa receita - Teriwale Lobiya - foi um jeito tranquilíssimo de começar a abordar a culinária indiana.

Pão branco fofinho da Dona Lisete.

3 de mai de 2013

5 comentários





No inverno do ano passado fiz um passeio caminhando por três dias seguindo as bordas dos cânions entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, lembram? Falei sobre isso em algum post.De dia caminhávamos e víamos coisas lindas, e a cada noite dormíamos em uma fazenda-pousada.
Era gelado de tudo, algo em torno de 6oC, e muito úmido. Mas com o movimento constante de caminhar não tinha nem como sentir frio. E que delícia que era o ar, limpíssimo.
O último lugar em que dormimos antes de voltar para casa foi a Pousada do Morro da Cruizinha.
Como as outras pousadas, era um lugar muito simples, e as pessoas que nos receberam foram extremamente acolhedoras.
De manhã antes de ir embora tomamos um café da manhã todo baseado na farinha de trigo:
tinha vários tipos de bolachinhas, bolo, cuca, e um pão que só se come no Rio Grande do Sul.
A primeira vista, não tem nada demais. É apenas um pão branco para sanduíche.
Mas é um pão branco muito macio, com um domo alto bem marronzinho, de sabor suave, e uma textura deliciosa.
Conquista a qualquer eu. Eu então, que tenho um fraco por pães, estava perdida.
Não teve jeito: pedi a receita.
O pessoal me contou que quem prepara esse pão é a Lisete, que aliás prepara vários dos outros quitutes que se encontra por ali, todos feitos no fogão/ forno à lenha.
Como fiquei sem jeito, não tirei foto nem dela nem do pão. Fiquei com a certeza de que iam achar que isso era coisa dessas meninas esquisitas que moram em cidade grande.
Mas quem quiser pode ir pessoalmente conferir, no fim do post deixo link pra empresa do guia que nos levou nesse passeio.